VIAGENS BARATAS Encontre aqui as viagens baratas que procura!

Ryanair faz aeroporto de Faro crescer

A Ryanair, companhia aérea de viagens low cost,  praticamente triplicou em Julho o número de passageiros transportados de e para Faro, com um aumento em 134 mil que levou o aeroporto a superar inclusivamente Julho de 2008 e que lhe permitiu ganhar quota de mercado à maioria das principais companhias, entre as quais a easyJet, que há um ano era a líder.

Os dados de tráfego de e para Faro a que o PressTUR teve acesso indicam que o aeroporto teve em Julho 774.416 passageiros de voos comerciais, mais 12,2% ou mais 84,2 mil que há um ano e mais 5,5% ou mais cerca de 40,5 mil que em Julho de 2008, pré-crise económico-financeira mundial.

Para este crescimento foi decisiva a expansão da Ryanair, que teve um aumento de 194,9%, para 202.999 passageiros, o que equivale a 26,2% do total do Aeroporto, mais 16,23 pontos que há um ano.

Desta forma, a Ryanair não só retirou a liderança à easyJet, que há um ano tinha 22,2% do Aeroporto de Faro, como lhe baixou a quota de mercado em 2,11 pontos, para 20,1%, já que o seu crescimento foi de apenas 1,8% ou cerca de 2,8 mil passageiros, para 156.029.

Além da easyJet, também perderam quota de mercado as outras oito companhias que integram o Top10 em Faro, à excepção da Jet2.com que, com um crescimento em 25,8%, para 32.546 passageiros, representou 4,2% do total do Aeroporto, mais 0,45 pontos que há um ano.

A companhia que mais perdeu quota de mercado foi a irlandesa Aer Lingus, que baixou de 7,2% para 4,1%, com uma queda dos passageiros de e para Faro em 36,4%, para 31.550, seguiu-se a easyJet, e depois da Thomsonfly (de 6,1% para 4,1%, com queda do número de passageiros em 24,4%, para 31.718) e Transavia (de 8,5% para 6,7%, com –11,4% passageiros, para 52.102).

A seguir vieram as quedas da Thomas Cook UK (de 3,8% para 2,5%, com –26,1% passageiros, para 19.366), Hapag-Lloyd Express (de 3,6% para 2,4%, com –24,2% passageiros, para 19.040) e Monarch (de 9,6% para 8,5%, com –0,1% passageiros, para 66.112).

A Monarch foi ainda assim a terceira maior companhia em Faro, depois da Ryanair e da easyJet, e à frente de Transavia, Jet2.com, Thomsonfly, Aer Lingus, Air Berlin, Thomas Cook UK e Hapag-Lloyd.

Os números do Aeroporto de Faro mostram, por outro lado, que o tráfego em companhias low cost representou 75,7% do total de passageiros no mês de Julho, face a 66% há um ano, com um crescimento de 28,6% ou cerca de 130 mil, para 585.998, que veio por inteiro da Ryanair (mais 134 mil), que “roubou” passageiros às outras, low cost, “tradicionais” e charters.

Ao todo as low cost fizeram em Julho 3.845 voos de e para Faro, mais 30,7% que há um ano, e a Ryanair por si só aumentou a operação em 216,3%, para 1.297. As companhias chamadas “tradicionais” tiveram em Julho uma queda do número de passageiros em 8%, para 52,6 mil, apesar de um aumento do número de voos em 3,3%, para 503.

Em número de passageiros, as quedas mais fortes deste segmento foram as da TAP (-16,3%, para 18.656), British Airways (-8,8%, para 13.613) e Brussels (-7,2%, para 7.688).

O segmento que mais cai, porém, é o dos voos charter, que em Julho ficou em 135.147 passageiros, menos 12,9% que há um ano, com um decréscimo de 9,5% em número de voos, para 869.

A queda dos charters é uma tendência que se tem acentuado em paralelo com o crescimento dos voos low cost.

Em 2006 os charters transportaram em Julho 257.048 passageiros em 1.602 voos de e para Faro, já com quedas de 5,6% e 5,3%, respectivamente, em relação a 2005, em 2007 o número de passageiros baixou para 248.997 apesar de um aumento do número de voos para 1.721, em 2008 foram 210.565 passageiros em 1.484 voos e no ano passado tinham sido 155.330 passageiros em 960 voos.

O movimento charter baixou assim, de Julho de 2006 para Julho deste ano, em 90,2% em número de passageiros e em 84,3% em número de voos.

Fonte: PressTur

Partilhar