VIAGENS BARATAS Encontre aqui as viagens baratas que procura!

easyJet: Novas rotas anunciadas

A companhia de viagens low cost, easyJet, anunciou esta semana a abertura de novas rotas com partida de Lisboa. Assim poderá viajar para Amesterdão, Copenhaga, Bordéus ou Oviedo desde os 35.55 euros por trajecto.

Amesterdão

Amesterdão foi fundada nos finais do séc. XIII, num dos lados de uma represa (dam) no rio Amstel – de onde deriva o seu nome, do original Amsteldam. Esta cidade tem uma panóplia de ofertas de onde destacamos a sua vida cultural. O encanto dos seus canais, a arquitectura original das suas casas e um charme irresistível fazem dela um lugar especial que nos deixa para sempre apaixonados.

A cidade, outrora o lar de grandes artistas, como Rembrandt e Van Gogh, ostenta 42 museus (em que se inclui o famoso Rijksmuseum), 41 galerias de arte, 65 salas de concerto e teatros – tudo isto num centro de cidade tão compacto que pode ser transposto, de um lado ao outro, a pé, em menos de uma hora. Aproveite para passear por esta cidade de bicicleta e vislumbre a grande variedade de artistas de rua, bandas ao vivo em bares e cafés completam o, já bastante rico, plano cultural da cidade. Quebre a rotina e passe uns dias em Amesterdão.

Copenhaga

Copenhaga é a maior cidade da Escandinávia, no entanto, mantém um encanto e uma atmosfera de pequeno burgo, que a torna realmente acolhedora. Nos meados do século XIX, as muralhas que circundavam a cidade foram em grande parte demolidas. Copenhaga possui um belo porto, pano de fundo da conhecida estátua da Sereia, figura dos contos de Hans Andersen. Canais e fossos contribuem para a beleza e encanto da cidade.

É rica a herança arquitectónica da cidade, desde o Renascimento holandês da Bolsa e do Castelo de Rosenborg, passando pelo estilo barroco da Igreja do Nosso Salvador e do Castelo de Charlottenborg, actualmente sede da Academia de Arte, até ao rococó do Palácio de Amalienborg e ao estilo clássico das casas de habitação dos finais do século XVIII, equilibrados pela ousada arquitectura contemporânea, exemplificada pela fábrica de engarrafamento das cervejas Carlsberg. A paisagem consiste principalmente em terras baixas, com campos férteis interrompidos por bosques de faias, pequenos lagos e fiordes. Tire uns dias e dê uma escapadinha até Copenhaga.

Bordéus

Bordéus está situada perto da costa Atlântica, é o ponto de partida para a descoberta de uma região famosa pelos vinhos, mas que também prima pela gastronomia, pelos inúmeros museus e pelo seu conjunto arquitectónico. Aquela que foi conhecida como a “pequena Roma” situa-se no sul de França, na Aquitânia e é banhada pelo rio Garona, mais propriamente, é ali o seu estuário. A perspectiva desde a ponte Pierre é fabulosa, mas esse é apenas um dos pontos a destacar. A aglomeração urbana tem crescido a um ritmo rápido, o que se reflecte numa forte expansão especialmente para oeste. Esta expansão está relacionada com o facto de os edifícios em Bordéus poucas vezes terem mais de dois ou três pisos, mesmo perto do centro da cidade.

Em dimensão, Bordéus é relativamente pequena comparativamente a outras cidades francesas, mas chega ao milhão de habitantes e o seu conjunto urbano foi classificado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 2007. Os bairros antigos com Saint Pierre, Saint Eloi ou Saint Michel são dignos de um passeio a pé para apreciar os edifícios que retratam os séculos XVIII e XIX e que o turismo local pode organizar com ou sem guia. Se estiver em Bordéus durante uma escapadinha mesmo curta, prefira o passeio com guia. Sempre se aproveita mais. Rompa com a rotina e visite Bordéus.

Oviedo

Oviedo, a capital, Gijón e Avilés formam uma espécie de triângulo dourado para o visitante. Com um pormenor não desprezável: os percursos de montanha, os prazeres do litoral e a vida urbana podem ser usufruídos sem o inconveniente da distância. Neste recanto da Península reina, enfim, uma irmandade geográfica propícia a facilitar a vida ao viajante.

Uma viagem às Astúrias e à Cantábria é bem mais do que uma imersão num inestimável património natural de que é ex-líbris a cordilheira dos Picos da Europa. Oviedo, a capital das Astúrias, Gijón e Avilés formam uma espécie de triângulo dourado para o visitante. Relato de uma viagem por uma das belas regiões de Espanha, ao encontro das terras altas dos Picos da Europa, das pequenas aldeias de montanha e, claro, de um copo da inevitável sidra. Não perca mais tempo, olhe para a sua agenda e passe uns dias em Oviedo.

Partilhar